VISÃO DOS DIRETORES

Christophe Sabathier
Presidente da Servier do Brasil

Um mercado que oferece uma ampla gama de oportunidades hoje, amanhã e a longo prazo

Com presença contínua no Brasil há 43 anos, a Servier do Brasil vem demonstrando inabalável lealdade com um país e um povo com enorme potencial e muita energia comunicativa. O grupo gradualmente ampliou sua presença no maior país da América Latina com investimentos significativos. Tendo iniciado sua atuação no país com uma estrutura de negócios, em 1976, estabeleceu o seu Centro Internacional de Pesquisa Terapêutica (CIRT) em 2001, inaugurou uma unidade produtiva em 2008, adquiriu a Pharlab em 2013 e a aquisição da Medimpex/Egis em 2012.

Hoje, temos 600 colaboradores – sem contar a equipe da Pharlab, formada por 400 pessoas e a Medimpex com 9 colaboradores , e o Brasil é o único país onde a Servier alinhou todos os seus ativos em pesquisa, fabricação, promoção e produção de genéricos por meio da Biogaran/Pharlab e da Medimpex/Egis.

42 anos é muito tempo, mas nós estamos apenas começando. Contrariando as probabilidades e apesar das dificuldades que o país enfrentou na crise econômica dos últimos três anos, a Servier do Brasil conquistou crescimento de dois dígitos, o que é muito estimulante. Devemos esses resultados aos esforços incansáveis das nossas equipes de Promoção, que se reinventaram e tomaram iniciativa sem nunca perder de vista os nossos valores essenciais. Nossas realizações também são fruto do Programa de transformação lançado em 2015, que nos ajudou a integrar departamentos e criar sinergias, tanto no CIRT quanto nas outras unidades de negócios da Servier no Brasil.

Agora, renovamos o nosso ânimo para cuidar de um mercado em rápida mudança que oferece uma ampla gama de oportunidades hoje, amanhã e a longo prazo. Para garantir que possamos aproveitar todo o potencial do Brasil, desenvolveremos, ao longo dos próximos anos, uma estratégia multifacetada com foco em renovação constante, expansão das linhas de produtos e serviços em nossas cinco áreas terapêuticas, com produtos inovadores, e-saúde (com o lançamento do Deprexis ) e uma abordagem que chamo de “Servier Max”, fundamentada em nossos laços com a Medimpex e a Pharlab, para atender à necessidade da população brasileira, de 200 milhões de pessoas, independentemente de seu nível de renda.

Christophe Wlodarczyk
Diretor Industrial da Servier do Brasil

A implantação do OPEX* no Brasil

Inauguramos a nossa unidade produtiva em 2008. Dez anos depois, contamos com mais de 110 colaboradores com um perfis bem distintos, dada a sua juventude. Outra característica notória da unidade produtiva é o compartilhamento do local com os escritórios da subsidiária e o Centro Internacional de Pesquisa Terapêutica (CIRT) – trata-se, obviamente, de um importante ativo para o grupo em termos de sinergia e reatividade. Isso proporciona benefícios mútuos em áreas como finanças, desempenho e segurança.

Nossa unidade produtiva se concentra em três domínios principais: fabricação local de medicamentos, finalização/embalagem de produtos importados e logística para todos os produtos distribuídos no Brasil. Otimizar a nossa atividade industrial é um importante desafio através de parcerias locais, para sempre favorecer uma fabricação no Brasil.

Além desses projetos, o foco principal deste ano foi a implementação do Programa de Excelência Operacional do grupo (OPEX). A implantação tem o objetivo de aumentar rapidamente a produtividade e, ao mesmo tempo, reduzir os custos de produção, um elemento vital para o desenvolvimento da nossa fábrica. O projeto também desbloqueia oportunidades de simplificar as linhas de produção e melhorar o fluxo. Atualmente, produzimos 18 milhões de caixas anualmente e nosso objetivo é elevar em mais de 20 milhões nos próximos anos. Para facilitar o sucesso do projeto, decidimos proporcionar a 16 pessoas de nossa equipe um curso de imersão no IMPS – Servier Performance Institute (Instituto de Desempenho Servier), em Tours, na França. Desenvolver as competências de nossos colaboradores e torná-los mais autosuficientes é uma das bases da estratégia da Servier e uma das diretrizes estratégicas do grupo: pessoas apaixonadas e empoderadas.

*OPEX: Programa de excelência operacional da Servier.

Fernando Pontes Soares
Diretor do CIRT da Servier do Brasil

Pesquisa clínica, inovação e desenvolvimento de negócios com excelência operacional

Nosso Centro Internacional de Pesquisa Terapêutica (CIRT) foi criado em 2001 e está voltado exclusivamente para o Brasil desde 2005. Temos 29 colaboradores e estagiários, e atuamos em estudos clínicos de Fase II e de Fase III em todas as áreas terapêuticas da Servier. Em 2019, dobramos a nossa atividade e consolidamos nosso investimento em oncologia, conduzindo 3 dos nossos 9 estudos nessa importante área terapêutica.  O crescimento de nosso volume de trabalho e da nossa participação em prospecções de ensaios clínicos futuros, confirma a importância do Brasil como país estratégico para o Grupo, e testemunha o nosso potencial de recrutamento de participantes e a qualidade dos nossos centros de pesquisa e dos nossos investigadores.

Os nossos maiores desafios cotidianos estão relacionados aos ambientes regulatório e logístico. O órgão regulador brasileiro, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) apesar de estar se harmonizando com as agência internacionais, ainda mantém uma posição muito independente em alguns aspectos de impacto. Outros organismos como a Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP) e as autoridades alfandegárias, também exigem um esforço importante de adaptação dos laboratórios farmacêuticos estabelecidos no Brasil. Por isso, trabalhamos em estreita colaboração com outras unidades e departamentos do Grupo. As sinergias que desenvolvemos todos os dias, principalmente no âmbito da Servier do Brasil, acelera e melhora nossos processos, fortalecendo a nossa posição nas operações clínicas do país. Recentemente estendemos a nossa rede de parceiros começando a monitorar estudos de bioequivalência para a Pharlab, empresa de medicamentos genéricos do Grupo Servier no Brasil.

Mantemos um firme foco no futuro, lado a lado com as outras entidades. Para garantir o crescimento de toda a Servier do Brasil, damos suporte ao desenvolvimento de negócios, à inovação e também às iniciativas de excelência operacional. O CIRT está ativamente envolvido na busca de novas oportunidades, tendo identificando parcerias potenciais com “startups” para desenvolver a “WeHealth by Servier” e também tendo contribuído com pesquisas exploratórias em farmacocinética e biofarmácia, no âmbito de parcerias com as Universidades de São Paulo, do Pará, e também com a Fiocruz, o mais importante instituto de pesquisa brasileiro.